Ocorreu um erro neste gadget
Clique em qlqr espaço entre os peixes *-* rs

sábado, 15 de janeiro de 2011


7 Chaves
(Baseado numa história real)


Sinto-me oca. Pra que fui fechar meu coração dessa forma?
Sinto como se não houvesse mais sentimentos dentro de mim.
Tranquei o meu coração pensando que seria o melhor pra todos.
Mas não.
Fui egoísta.
Só pensei em não sofrer mais.
Só pensei em me sentir segura, pensei em manter minha vida calculada milimetricamente, abandonando qualquer bom imprevisto que os sentimentos poderiam me causar.
E agora estou aqui. Desapontada.
Minha consciência pesa.
Eu não pensei no Outro.
O Outro, aquele que talvez um dia viesse a amar-me. Ele não tem culpa de eu ter sofrido tanto.
Perdi a chave do meu coração. [Minto, não perdi. Joguei fora.]
E agora minha mente me acusa de estar sendo má. Até ela mente pra mim! Pois outrora me impulsionava dizendo que abandonar os sentimentos seria a melhor coisa a se fazer.
Hoje ela me tortura, causando uma dor que nunca pensei que fosse sentir.
Nesse momento a culpa me invade e diz que fiz tudo errado.
Talvez tenha feito.
Abandonar os sentimentos me causou sofrimento, porém hoje não sinto nada. A não ser essa dor que eu nem sabia que existia: A dor de não deixar fluir o sentimento dele, O Outro.
Mas agora é tarde, como já citei... Perdia a chave do meu coração!


Cada vez que converso com O Outro é pior. Quando me lembro de ideias inconscientes que dei a ele, sinto como se estivesse caindo num único abismo finito, onde a todo o momento escuto vozes gritando: Culpada!
Tento esquecer, mas nada cura o peso dessa inexistência de sentimento que há dentro de mim. O que fazer?
Este sofrimento está se tornando tridimensional e eu não consigo controlar.
Mas como pode alguém sofrer se não há sentimento?
Lágrimas escorrem no meu rosto. Eu estou chorando? Estou.
É nessa hora que percebo que nunca me desfiz de todos os sentimentos.
É nessa hora que sofro sozinha, olhando pra mim e vendo que apenas tranquei o amor do lado de fora.


BRANCA, Edmara

8 comentários:

  1. foi profundo isso :0|

    ResponderExcluir
  2. É que no fundo um Ser oco, se faz vazio preenchido de setimento não sentido. de tormento vivido, de dor que não deve ser deixada de lado. Permita-se ser amor!
    te adoro minha linda e parabéns por mais um texto transcrito de limpida e pura emoção e sentimento!

    ResponderExcluir
  3. conheço um amigo q fez isso: se isolou do amor e nao quis da uma chance p outras ama-lo por um trste relacionamento q nao deu certo. mas aos poucos ele ta percebendo q nao precisava d tudo isso, q pode fzr q as boas lembranças desse relacionamento q nao deu certo dê um impulso p o reencontro c o AMOR.
    ta perfeito Maga,gostei muito. xero!

    ResponderExcluir
  4. Owwn e agora, esse Outro, que no volta com esse amor? Mas se ele não voltar eu to aqui secretamente e lhe esperar kk ^^

    ResponderExcluir
  5. Show de bola, sentimentos à flor da pele.
    Adorei o texto, mas ano novo e por que não novas possibilidades. Sofrer!Avida é muito curta para nos permitir ficarmos triste!!!

    Bjão e parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo, eu amei e chorei . *-*

    ResponderExcluir
  7. -Adorei o texto , ainda mas com referencias tão fortes e contudentes a sentimento parecido com d tantas pessoas ...
    gostei muito parabêns.Ed.

    ResponderExcluir
  8. Até tento esquecer minhas doloridas desilusões, mas não consigo, parecem ser mais forte do que eu (hehe) e esse texto transmite claro e transparente tudo o que ainda estou sentindo, tudo o que ainda dói, um tipo de sofrimento calado.

    Mas vlw, tu escreve muito bem menina, me ensina, faz uma doação de dom pra eu vai.

    Quando eu crescer quero ser igual a tu. :P

    ResponderExcluir