Ocorreu um erro neste gadget
Clique em qlqr espaço entre os peixes *-* rs

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Enquanto durmo


Você estava lá. Sua beleza como sempre radiante,
Seu olhar pleno,
Sua respiração serena,
Seu sorriso indescritível,
Seus passos lentos,
Os pés descalços,
O sol e a lua estavam apenas a te ver, pois havia necessidade de te iluminar
O mar clamava por você, envolver-te era o maior desejo dele naquele momento.
Todos queriam sua atenção. Eu, a lua, o sol, o mar...
Uma briga silenciosa eclodia naquele momento.
Mas seus braços abertos só queriam abraçar o vento. E ele se gabava disso.
Ao mesmo tempo, pra mim não existia mais nada além de você!

Não faço ideia de por quanto tempo estou a observar tudo isso, não me canso!
Vejo de longe, não atrapalho esse momento tão sublime.
Isso me traz paz.
Não quero que me vejas, mas sabes que estou por perto, eu sempre estou!
Talvez esse sempre logo acabe ou quem sabe esse sempre seja mesmo pra sempre.
Enquanto não acaba eu aproveito essa paz e/ou o sofrimento.



Essa é parte que eu acordo. 
Só queria que você soubesse desse meu constante sonho.







Branca, Edmara